Tablets-au.com Available ED Drugstore is an 1st. pharmacy providing a individual service to the society in Australia. Over 80,000 extremely satisfied buyers! We're your medication drug store levitra australia and have provided trusted service to families in Australia for over 15 years.

L444-01(galera).p65

CASAMENTO SURPRESA DO ANO
Opiniões divergentes em torno do romance explosivo entreastros de Hindenburg: casamento dos atores Bruno di Blasee Greta Woolston provoca a mídia.
Tudo começou no set de Hindenburg, megalançamento do ano passado que bateu recordes e conquistou seteestatuetas do Oscar, incluindo a de melhor filme. Apesar doromance entre os personagens heroicos na telona, o públiconão achou que a relação fosse influenciar a vida real. Agora,as duas estrelas de Hollywood deixam os fãs admirados aotransformar ficção em realidade.
— Opa.
O policial Nick Calabrese estava hipnotizado olhando a primeira página do New York Post. O Post, cara. A coisa todatinha chegado ao Post. E pior, à primeira página do jornal.
Nick observou os outros jornais em destaque na banca.
O Daily News também tinha a manchete. O Newsday. Até oUSA Today. O único jornal que não tinha nada na primeirapágina era o New York Times, mas Nick tinha certeza de queestava em alguma outra parte. Na seção de fofocas,provavelmente.
Meu Deus!— Ei, Calabrese — repetiu o policial Gerard “G” West, enquanto tentava colocar algemas em um drogado que nãoparava quieto —, você vai ficar lendo as fofocas ou vai meajudar com esse maluco aqui? Nick pegou um exemplar do Post. Caminhou até o parceiro e mostrou a foto da primeira página, esticando opapel para que o prisioneiro nervoso também pudesse ver.
— Dá uma olhada — disse ele. — Está vendo este cara? O de terno? É o namorado da minha irmã. Ou pelo menosera.
Sem que o maluco percebesse, G aproveitou sua distração — Ah, fala sério — respondeu o homem.
— É verdade — disse Nick.
Até mesmo G, segurando aquele maluco pelo braço, — Certo — disse ele, com sarcasmo —, e a minha irmã namora o Denzel Washington. Vamos, Nick. Quero pegaruma batata rostie lá no D. Você sabe que eles param de serviràs 10h30.
— Estou falando sério — disse Nick, mostrando a foto para o dono da banca, que vinha escutando com interesse —, é o namorado da minha irmã. Estavam morando juntos até alguns meses atrás, e o desgraçado casou com outra pessoasem que ela soubesse. Dá para acreditar nisso? — Não, senhor, não acredito — respondeu o jornaleiro.
Ele tinha um sotaque indiano tão forte que mal dava paracompreendê-lo.
— Ela escreveu aquele filme — disse Nick ao homem — , aquele que tornou esses dois tão famosos. Ela escreveu oroteiro.
— Está me sacaneando, senhor — retrucou o jornaleiro — Não estou, não — disse Nick —, juro. A Lou escreveu isso para. como posso dizer. para dar um empurrãozinho.
Ao Barry.
— Quem é Barry? — indagou o jornaleiro.
— Este cara. — Nick apontou para a foto. — Bruno di Blase. Esse não é o verdadeiro nome dele. É o nome detrabalho, entende? O nome dele mesmo é Barry. BarryKimmel. Ele cresceu perto de nós na ilha. E eu o obrigava acomer insetos. — Nick notou o olhar suspeito do parceiro ecompletou, com um ar inocente: — Cara, nós éramoscrianças.
Ainda segurando o maluco, G resmungou:— Ah, sim. Barry. Tinha esquecido. Que pena para a Lou.
Se você continuar com isso, eu juro que.
O delinquente, porém não conseguia esconder o interesse, — Cara, é verdade mesmo? — perguntou o rapaz algemado a Nick. — A sua irmã realmente pegou o cara deHindenburg? — Cuidado com o que fala — ameaçou Nick. — A minha — De qualquer forma — retrucou G —, não tem mais pegação nenhuma, né? Quer dizer, pelo menos não agora, queo cara se casou com.
— Cuidado você também. — Nick deu uma olhada séria para o parceiro enquanto catava uns trocados no bolso parapagar o jornal, agora enrolado embaixo de seu braço.
— Ah, não precisa, senhor — disse o jornaleiro com calma —, isso fica por nossa conta. O senhor está trabalhando paraproteger nossas ruas.
Satisfeito, Nick colocou os trocados de volta no bolso.
— Ei, obrigado.
— E por favor diga à sua irmã — continuou o dono da banca — que adorei o filme. É realmente um magníficotriunfo da habilidade humana.
— Vou dizer — respondeu Nick ao caminhar para a viatura. — Meu Deus, não dá para acreditar. Barry trocou aminha irmã por outra! Coitada.
NOITE DE NÚPCIAS ESTRELADA
O ninho de amor foi um quarto chamado Hindenburg —decorado com moveis usados no filme homônimo — em LasVegas, no Cassino Trump. As estrelas de Hindenburg, Brunodi Blase e Greta Woolston, uniram-se após o fim do longonamoro entre a Srta. Woolston e o ator Jack Townsend.
Townsend tornou-se conhecido durante os quatro anos em que atuou como o rabugento Dr. Paul Rourke na sérieSTAT, e mais tarde como o detetive Pete Logan nos filmesda série Copkiller, de grande audiência. Parece que Townsendnão recebeu a notícia do casamento muito bem.
— Nossa Senhora. — Eleanor Townsend olhou para o jornal dobrado com cuidado em cima da mesa. — O que éisso, Richards? O mordomo tossiu levemente.
— Madame, tomei a liberdade de comprar um exemplar do Post esta manhã enquanto passava pela banca. Como asenhora está vendo, há uma manchete que pode interessá-la.
Richards já estava com Eleanor há trinta anos. Ela lançou- lhe um olhar ao mesmo tempo carinhoso e reprovador.
Esticando o braço por cima do pequeno Yorkshire Terrier queestava em seu colo, pegou o jornal, colocou os óculos eanalisou a primeira página.
— Ah, sim — disse ela após passar os olhos pelo artigo abaixo da foto —, estou entendendo. Que desagradável. “Deacordo com fontes do hotel Anchorage Four Seasons, ondeTownsend está hospedado para as filmagens de Copkiller IV,foi possível ouvir o som de vidro se quebrando assim quenotícia do casamento foi anunciada no telejornal noturno.
Quando os seguranças chegaram, havia uma portaestraçalhada, várias marcas de socos na parede, e um sofáestava queimado.” Meu Deus.
— Não há informação — disse Richards — se senhor Jack — Não. — Eleanor consultou o artigo. — Não, parece que não. Marcas de soco na parede, minha nossa! E um sofáqueimado? Jack nunca teria feito algo tão infantil. Além disso,não é possível que ele tenha gostado tanto da tal Woolston.
Ela era tão. comum. Na verdade, é muito difícil saber algosobre alguém com um sotaque britânico daqueles.
— Talvez — arriscou Richards enquanto colocava mais café na xícara chinesa de Eleanor — o problema não sejaexatamente o fato de ela ter casado tão cedo, e sim com quemela se casou.
— Sim — disse Eleanor, examinando a foto com mais cuidado —, entendo. Bruno di Blase. Não foi ele queprotagonizou aquele filme muito comentado ano passado?Aquele sobre. como se diz? Ah, sim. O zepelim? — Exatamente, madame — disse Richards, após pigarrear novamente —, Hindenburg. Ouvi dizer que é um magníficotriunfo do espírito humano.
Eleanor levantou uma das sobrancelhas cuidadosamente.
— Nossa. Di Blase. Será que ele não é parente dos Tuscan di Blase? Você sabe, aquela família que conheci em Florençana primavera passada, está lembrado? — Tenho a impressão, madame — disse Richards, após tossir mais uma vez —, de que esse é nome artístico.
Eleanor abandonou o jornal e balançou a cabeça.
— Ai, Richards — resmungou —, que coisa terrível. Uma mulher abandonar Jack por alguém que tem um nomeartístico.
— Sempre suspeitei — retrucou Richards — que o nome da Srta. Woolston poderia ter sido. bem, modificadolevemente, de alguma maneira.
Eleanor tirou os óculos, com uma expressão perplexa no — Não! Mas até que você pode estar certo. O nome dela deve ser algo terrível. Doris Mudge, Vivian Sloth, ou algo dogênero.
— Algo como Allegra — disse Richards, Eleanor estremeceu.
— Pare. Pelo amor de Deus, não Allegra Mooch, pelo menos não agora, que ainda nem tomei o café da manhã.
— Minhas desculpas, madame. Será que não deveríamos tentar falar com o senhor Jack, caso ele precise de ajuda? Eleanor examinou seu elegante relógio de ouro.
— Não, não há necessidade. É impossível falar com ele na maioria das vezes, especialmente quando está gravando.
E, depois de um episódio como esse, ele vai ficar longe dostelefones. Ai, Richards. — Ela suspirou. — Estou começandoa achar que vai demorar bastante até que algum neto apareçana minha vida.
CELEBRIDADES DESPREZADAS
Mesmo que Jack Townsend ainda não tenha comentado publicamente sobre o casamento repentino da ex-namoradaGreta Woolston com Bruno di Blase, seu parceiro de cenasem Hindenburg, o casamento parece ter chocadoprofundamente fãs, famílias e amigos. Lou Calabrese,roteirista vencedora do Oscar por Hindenburg e namoradade longa data do noivo, também ainda não se manifestou namídia.
— E não temos nada a declarar mesmo. — Beverly Tennant amassou o jornal e o jogou com força na direção dalixeira do escritório. — Chloe — chamou ela. — Chloe! Uma mulher jovem com uma expressão não muito boa entrou repentinamente no escritório. Ela claramente haviaacabado de chegar: ainda estava com o protetor de orelhascontra o frio, o casaco ainda estava fechado, e trazia dois — São para mim? — disse Beverly ao notar os copos Chloe fez que sim com a cabeça e tentou recuperar o — Eu. vi. — disse, ofegando — as. manchetes. no caminho. Achei que você fosse querer. muito café. É expressoe sem gordura.
— Você salvou minha vida — disse Beverly. Ela batucou na mesa com as pontas das unhas muito bem pintadas. —Coloque-os aqui. E bloqueie minhas ligações. Vou tentarencontrá-la.
Chloe colocou rapidamente os copos no local indicado — Você pode mandar um oi para Lou por mim? E diga que eu sinto muito. E caso sirva de consolo, diga que ninguémaqui na agência acha Bruno di Blase tão maravilhoso quantofalam. Quer dizer. nós não fazemos a assessoria dele, nãoé? Com os dedos já em cima dos botões de discagem do telefone, Beverly lançou um olhar assassino.
— Não, não fazemos — disse ela. — Eu vou dar o seu recado. Com certeza vai ajudar muito.
Sentindo-se envergonhada, Chloe saiu da sala rapidamente e fechou a porta com cuidado.
Assim que ela saiu, Beverly tirou o par de sapatos Manolo Blahnik e colocou os pés sobre a mesa. Removeu a tampa docopo do seu cappuccino e ligou para sua cliente em LosAngeles.
— Atenda — murmurou ao ouvir o som de chamada —, A secretária eletrônica de Lou atendeu: “Oi. Não estamos aqui no momento, mas deixe sua mensagem após o sinal, eligaremos assim que possível.” Beverly lamentou o uso da palavra “nós”, mas fez questão de manter um tom bem simpático ao deixar sua mensagem: — Lou, querida, é a Bev. Se você estiver aí, atenda. Eu sei que são — ela olhou para o relógio decorado com diamantes— seis horas da manhã aí. Meu Deus, como você aguenta essefuso horário? Escute, querida, acredite em mim: isso foi amelhor coisa que poderia ter acontecido. Eu sei o que estoudizendo, entende? O cara é um bosta. Pior que isso. É umbosta cercado de. bosta.
Satisfeita com tal descrição, prosseguiu:— E ela é uma inglesinha ridícula. Os dois se merecem.
Onde você está, hein? Não me diga que aderiu à moda dacosta oeste e está fazendo meditações, caminhadas, ioga, essascoisas horrorosas.
Beverly tirou os calcanhares de cima da mesa e sentou-se ereta na cadeira, como se atingida por uma ideia brilhante.
— Ai, meu Deus, lembrei. Você foi até o estúdio de filmagem hoje para convencer Tim Lord a não fazer a cenada explosão nas montanhas porque os ambientalistas vãoreclamar. Nossa, como sou distraída. Eu aqui conversandocom a sua secretária eletrônica enquanto você está no.
caramba, no meio do Alasca. Que pena. Logo no Alasca, comtanto lugar no mundo. Me dá calafrios só de.
Beverly balançou a cabeça.
— Não. Muito pelo contrário, isso é bom. É bom que você esteja no Alasca, Lou. O Alasca pode afastar seus pensamentos do. quer dizer, talvez não, na verdade; afinal Jack Townsendvai estar lá, não vai? Eu sei o que você sente por ele. Bem,enfim, querida, me ligue. E assim que você voltar, nós vamosalmoçar.
Beverly desligou e olhou para o cappuccino com um ar — Nossa — disse para si mesma —, coitada da Lou. Neste momento, aposto que ela queria nunca ter escrito aquilo.

Source: http://galerarecord.com.br/upload/catalogo/P__ginas%20de%20ELA%20FOI%20AT__%20O%20FIM.pdf

businessware.dk

Pharma UK Business Plan 2006-2010 Report Example Contents 1. EXECUTIVE SUMMARY. 3 1.1. INTRODUCTION . 3 1.2. THE MARKET. 3 1.3. COMPETITORS. 3 1.4. TOTAL MARKET VALUE . 4 1.5. SEGMENTATION GRID WITH TOTALS . 4 1.6. BUSINESS OBJECTIVES. 5 1.7. BUSINESS OBJECTIVES GRAPH. 6 1.8. BUSINESS INSIGHT CONCLUSIONS . 6 2. BUSINESS INSIGHT . 8 2.1. MARKET SHARE. 8 2.1.1. MARKET S

Rosalice koenow pinheiro - fragmento e morte no tempo cênico

Fragmento e morte no tempo cênico Rosalice Koenow Pinheiro (Alice Koenow) Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas – UNIRIO (mestranda) Processos e Métodos de Criação Cênica – Orientador: Prof. Dr. Walder Souza Bolsa REUNI / CAPES Diretora de Teatro Resumo: Considera-se a possibilidade de que a escritura cênica de fragmentos atua hoje no teatro como experimento de novas concepç

Copyright © 2010-2014 Pdf Medical Search